grafico


Nas recomendações para cultura da soja no Brasil e nos EUA, são aceitas perdas de no máximo 30% de IAF durante a fase vegetativa e de 15% a 20% na fase reprodutiva (BUENO et al., 2010, OHNESORG & HUNT, 2015). Porém, segundo nosso entendimento e levando em consideração a tendência dos dados na Figura, as recomendações devem ser ajustadas levando em consideração as épocas de semeadura e os GMR, pois quando ocorre atraso na data de semeadura ou optar-se por cultivares de GMR curto, o IAF encontrado será menor, assim tornando necessário ajustar o manejo fitossanitário da cultura da soja, sendo essa uma forte demanda para novas pesquisas.

Deixe um comentário